Atletas Olímpicos Brasileiros

Foto de exibição
MILTON PELISSARI
Milton Fonseca Pelissari nasceu em Santa Maria (RS), em 25 de fevereiro de 1971. Depois da passagem da equipe alemã por Santa Maria, o handebol se tornou o esporte mais popular da cidade. Nessa época, seu irmão foi convocado para a seleção gaúcha. Desde então, passou a praticar o handebol, na Escola Nossa Senhora de Fátima, nas aulas do professor Nilton, e ia aos treinos da equipe adulta quase todos os dias. Algumas vezes, foi chamado a participar dos treinos, mas era proibido de jogar, por ser muito novo. Voltou a jogar futebol no Inter, até ser chamado pelo professor Celso Giacomini, para regressar aos treinos e integrar a equipe universitária de Santa Maria, de handebol. Em 1985, mudou-se para Chapecó, para treinar na equipe da Sadia. Com a extinção da equipe, voltou a jogar futebol, em 1991, pelo Internacional e, no mesmo ano, foi convocado para a seleção brasileira de handebol, para disputar o mundial em Atenas. Passou, então, a se dedicar apenas a essa modalidade. Em 1992, foi aos Jogos Olímpicos de Barcelona, marcando o primeiro gol do handebol em Jogos Olímpicos. Jogou na Itália e, depois, se transferiu para a Metodista e cursou Educação Física. Em 1996, foi aos Jogos Olímpicos de Atlanta. Em 1998, jogou pelo São Caetano e, no ano seguinte, conquistou a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg. Cursou mestrado e doutorado em Educação Física e, atualmente, é professor da Universidade do Estado de Santa Catarina. Aos 42 anos, continua jogando handebol e compete pela equipe do Chapecó.

Representou o Brasil nos Jogos de:


1992 Barcelona Handebol
1996 Atlanta Handebol