Atletas Olímpicos Brasileiros

Foto de exibição
DAIANE DOS SANTOS
Daiane Garcia dos Santos é gaúcha de Porto Alegre (RS), onde nasceu em 10 de fevereiro de 1983. Moradora do bairro de Medianeira, gostava das brincadeiras de criança. Frequentadora da AACETE (Associação dos Amigos do Centro Estadual de Treinamento Esportivo) Mané Garrincha. Foi vista aos 11 anos pela professora Cleusa de Paulo brincando com a amiga Michele na pracinha durante um contraturno da escola. Foi imediatamente convidada a fazer ginástica e abandonou as outras modalidades que praticava, inclusive o vôlei e o basquete. Em 1995, foi para o Grêmio Náutico União, onde passou a treinar com a técnica Adriana Rita Alves. Depois de dois anos, foi convocada para a seleção brasileira para disputar o campeonato sul-americano no Chile. Em 1999, participou dos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, quando foi vice-campeã no salto e 3ª colocada no solo. Conquistou também a 3ª colocação por equipe. Foi aos Jogos Olímpicos de Sidney, em 2000, na condição de reserva. Com a chegada do técnico Oleg Ostapenko, em 2002, foi morar em Curitiba, onde ficou concentrada com a equipe brasileira de ginástica. Em 2003, foi medalha de bronze por equipe nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo e campeã de solo no Mundial de Anaheim, nos EUA, quando toda a equipe foi classificada para os Jogos Olímpicos de Atenas. Foi também nessa ocasião que apresentou, ao som da canção Brasileirinho, o salto inédito duplo twist carpado", nomeado, a partir de então, "Dos Santos". Nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, foi a primeira ginasta brasileira a chegar a uma final, terminando a prova de solo em 5º lugar. Em 2007, participou dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro quando a equipe foi vice-campeã. Em 2008, participou dos Jogos Olímpicos de Pequim e chegou às finais, terminando em 6º lugar. No retorno ao Brasil, foi submetida a uma cirurgia no joelho direito, que a manteve afastada por três anos da ginástica. Nesse período de afastamento, em 2009, testou positivo para a substância furosemida em um exame antidoping, substância encontrada no medicamento que tomava no momento. Cumprida a suspensão e a fase de reabilitação da cirurgia, voltou a competir em 2011 e regressou à seleção para participar de sua 3ª edição olímpica em Londres, em 2012, onde encerrou sua carreira. Tornou-se empresária e dedica-se a projetos com ginástica."

Representou o Brasil nos Jogos de:


2004 Atenas Ginástica
2008 Pequim Ginástica
2012 Londres Ginástica