Atletas Olímpicos Brasileiros

Foto de exibição
ADALBERTO CARDOSO
Nasceu em Santa Catarina, em 21 de dezembro de 1905. Entrou para a Marinha como grumete e se transferiu para o Rio de Janeiro em 1925, quando começou a praticar atletismo pela Liga de Sports da Marinha. Defendeu a equipe do Encouraçado Minas Gerais. Participou de várias provas no atletismo e se especializou nas provas de longa distância. Em 1932, foi aos Jogos Olímpicos de Los Angeles na prova de 10.000 metros. Diante da falta de recursos para pagar a viagem, os atletas receberam sacas de café para vender ao longo do trajeto. Porém, o montante arrecadado não foi suficiente, o que obrigou muitos atletas a permanecerem no navio, que prosseguiu viagem até São Francisco. O critério para desembarque era a chance que o atleta tinha para obter um bom resultado. Adalberto estava entre os que seguiram viagem. Chegando a São Francisco, fugiu da embarcação. Entre corridas e caronas, conseguiu chegar ao local da prova 10 minutos antes de seu início e correu descalço. Enquanto corria, sua história era divulgada pelo rádio. Quando completo os 10.000 metros, foi aplaudido de pé pelo público, que lotava as arquibancadas. Parte do público incentivou o atleta gritando: Iron man!" (homem de ferro, em inglês). No dia seguinte, o jornal The Los Angeles Times estampou: "Adalberto Cardoso é um homem de ferro". De volta ao Brasil, conseguiu transferência para Santa Catarina, continuou a competir e chegou a 1º Tenente. Em 1938, foi condecorado pela Marinha com a medalha de bronze. Foi várias vezes campeão carioca, brasileiro e sul-americano. Manteve-se ativo em competições até 1946. Morreu em 11 de janeiro de 1972. Está enterrado no Cemitério São Francisco de Assis, em Florianópolis (SC)."

Representou o Brasil nos Jogos de:


1932 Los Angeles Atletismo