Atletas Olímpicos Brasileiros

Foto de exibição
WALMES RANGEL
Walmes Rangel de Souza nasceu em Londrina (PR), em 14 de setembro de 1974. Sua paixão pelo esporte começou em 1980, durante os Jogos Olímpicos de Moscou, quando viu as provas de atletismo e afirmou que um dia estaria em uma competição como aquela. Em 1984, começou a praticar atletismo, no projeto Frutos da Terra", da prefeitura de sua cidade, dentro da Universidade Estadual de Londrina. Em sua primeira competição estudantil, ganhou três medalhas, destacou-se no grupo e, com o apoio da mãe, seguiu treinando. Aos 16 anos, mudou-se para Curitiba, onde treinou e atuou como auxiliar técnico de Maria Cristina Kogut, professora da PUC e técnica da equipe de atletismo do Colégio Camões, em troca de uma bolsa de estudos. Em 1992, foi o terceiro colocado no campeonato brasileiro. Esse resultado lhe rendeu um convite para treinar e morar no SESI, em Santo André (SP). Nessa época, por força das circunstâncias, assumiu sua identidade gay. Em 1994, foi considerado a revelação do Troféu Brasil de Atletismo e, no ano seguinte, participou dos Jogos Pan-Americanos de Mar Del Plata, quando conquistou a 5ª colocação. Nesse mesmo ano, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde começou a competir pela equipe Arpoador. Foi aos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996. Em 1997, atendendo a um convite de Carlos Alberto Cavaleiro, foi treinar em San Diego, nos EUA. Porém, uma lesão crônica forçou seu retorno ao Brasil e a Londrina. Desiludido com a falta de apoio e com o preconceito, decidiu abandonar o esporte, aos 21 anos. Retornou ao atletismo em 2000, pelas mãos do técnico Katsuhico Nakaya, da equipe Funilense e, de lá, foi para a equipe do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro, e passou a treinar com o técnico Juan Carlos Medina Alonso. Em 2001, em sua primeira prova de retorno, conseguiu o índice para o Campeonato Mundial e foi campeão do Troféu Brasil. Em 2002, passou a treinar com o técnico Jaime Neto, em Presidente Prudente, quando, depois de mais uma lesão e da falta de apoio para sua recuperação, decidiu abandonar novamente a carreira e voltar para o Rio de Janeiro para fazer um curso de cabeleireiro, uma antiga paixão, pensando em sua transição de carreira. Foi, de novo, chamado para treinar na equipe Arpoador. No Troféu Brasil de 2003, terminou na 3ª colocação. Em 2004, já estava pré-convocado para os Jogos Olímpicos de Atenas, quando sofreu uma grave lesão muscular, em uma competição na Bolívia, e decidiu, definitivamente, abandonar o atletismo. Passou a se dedicar à sua nova carreira de cabeleireiro e maquiador. Em pouco tempo tornou-se um profissional requisitado para trabalhar no mercado da moda e da publicidade, colaborando com importantes revistas como Vogue, L'Officiel e Harppers Bazar. Participa ainda das semanas de moda São Paulo Fashion Week, Fashion Rio e Dragon Fashion Brasil Fortaleza. Hoje, vive em Dublin, na Irlanda e, junto com o empresário Renato Passos, fundou a Ladiesman Brazilian International Salon Vintage."

Representou o Brasil nos Jogos de:


1996 Atlanta Atletismo