Atletas Olímpicos Brasileiros

Foto de exibição
MARCELO NEGRÃO
Marcelo Teles Negrão nasceu na cidade de São Paulo, em 10 de outubro de 1972 e, aos dois anos, mudou-se com a família para Recife (PE). Começou a praticar voleibol na escola, junto com a natação e o basquetebol. Seu pai, que era jogador de basquete no Palmeiras, começou a praticar vôlei de praia em Recife. Certo dia, chamou Marcelo, com 10 anos, para jogar como uma brincadeira, e o técnico do Colégio Boa Viagem o viu na rede. Convidado a fazer um teste, não foi aprovado. Depois de um ano, ganhou mais condicionamento físico e coordenação e fez novo teste, obtendo aprovação. Tornou-se um dos melhores jogadores do time. Aos 12 anos, foi convidado a se transferir para o Banespa, mas seu pai não permitiu. Depois de dois anos, finalmente a transferência se concretizou. Com 16 anos, já jogava pelo time adulto do Banespa. Aos 17 anos, foi para a seleção brasileira adulta. Em 1991, jogou no Gabeca, da Itália, e foi medalhista de prata nos Jogos Pan-Americanos de Havana. No ano seguinte, aos 19 anos, participou da conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona. Jogou no Treviso, da Itália; no Olympikus/Telesp, em São Paulo, e, em 1996, foi aos Jogos Olímpicos de Atlanta. Jogou, ainda, pelas equipes: Banespa; Philco/Santo André; Piaggio, da Itália; e São Paulo. Em 1999, nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, conquistou a medalha de prata. Em 2001, rompeu o tendão patelar, passou por três cirurgias e voltou a jogar, em 2003, pela Ulbra. Depois se transferiu para o Bolzano, da Itália e, em 2004, jogou pelo Blazers Sakai, do Japão, onde encerrou sua carreira de atleta. Atualmente, tem uma academia e, desde 2007, participa do projeto do Banco do Brasil Embaixador de Esporte". Trabalha com o projeto social "Saque de Ouro"."

Representou o Brasil nos Jogos de:


1992 Barcelona Vôlei
1996 Atlanta Vôlei