Atletas Olímpicos Brasileiros

Foto de exibição
JACQUELINE SILVA
Jacqueline Louise Cruz Silva, ou Jackie Silva, nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 13 de fevereiro de 1962. Filha de uma família de classe média, cujo pai foi goleiro de futebol do Vasco da Gama, tinha a praia como um espaço privilegiado para a atividade esportiva, fosse vôlei, futebol ou peteca. Aos nove anos, sua mãe pediu ao professor do Colégio Notre Dame, Ênio Figueiredo, para começar a treiná-la. Enquanto as adultas treinavam em grupo, Jackie ficava batendo bola com a parede. Após o término do treino, o técnico a chamava para um jogo, numa espécie de brincadeira. Quando convidado para dirigir o Flamengo, o técnico a chamou para treinar no clube. Aos 10 anos, como reserva na categoria mirim, começou a se destacar. Aos 14, recebeu a primeira convocação para a seleção brasileira adulta, seguida do inevitável corte. Apesar disso, mesmo com a pouca idade, ainda no ano de 1977, foi reconvocada para disputar o Campeonato Mundial e, novamente, cortada. Em 1979, foi medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de San Juan e, no ano seguinte, participou dos Jogos Olímpicos de Moscou. Em 1984, fez parte da seleção que disputou os Jogos Olímpicos de Los Angeles. No contato com as atletas do vôlei de praia, conheceu o profissionalismo no esporte. Nessa mesma ocasião, começou a questionar os modelos utilizados no esporte brasileiro. Essa postura gerou um grave atrito entre ela e os dirigentes da Confederação Brasileira de Voleibol, o que a levou a ser cortada da seleção brasileira. Sem clube para jogar, foi em busca de novos horizontes. Mudou-se para os Estados Unidos, onde iniciou a carreira no vôlei de praia e conquistou a posição de melhor do mundo por vários anos. Nesse ínterim, o vôlei de praia tornou-se modalidade olímpica e seu técnico americano, Peter Artman, recomendou que ela voltasse ao país, para conquistar a vaga e entrar para a história. Mesmo contrariada, abriu mão do campeonato americano e de toda a estrutura que já havia montado nos oito anos em que lá permaneceu. Retornou ao Brasil e buscou Sandra Pires para fazer dupla rumo aos Jogos Olímpicos de Atlanta. Para evitar dispersão, alugou uma casa na praia, em frente ao local da competição, e fugiu da Vila Olímpica. O jogo final foi realizado com outra dupla brasileira e, então, Jackie e Sandra tornaram-se as primeiras mulheres brasileiras a conquistarem uma medalha de ouro olímpica. Após os Jogos, a dupla foi desfeita e Jackie seguiu seu caminho com outras duplas, até 2006, quando parou de jogar profissionalmente para se dedicar a seus projetos pessoais, como técnica e empresária. Em 2012, foi convidada a assumir a comissão técnica das seleções brasileiras femininas sub-19 e sub-21 de vôlei de praia, pela Confederação Brasileira de Voleibol.

Representou o Brasil nos Jogos de:


1980 Moscou Vôlei de Praia
1984 Los Angeles Vôlei de Praia
1996 Atlanta Vôlei de Praia