Atletas Olímpicos Brasileiros

Foto de exibição
ADRIANA BEHAR
Adriana Brandão Behar nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 14 de fevereiro de 1969. Filha de um professor de Educação Física do Exército, desde cedo teve contato com o esporte. Aos 10 anos, começou a fazer patinação artística no Flamengo. O ginásio de voleibol ficava a 50 metros da pista de patinação. Aos 15 anos, com o final da patinação no clube, começou a praticar voleibol, com a condição de tirar boas notas na escola. Entrou na faculdade de Educação Física na UERJ, aos 16 anos. Jogou pela Supergasbrás, depois passou uma temporada em Portugal e mais duas na Itália, no Reggio Calábria. Nesse período, teve início o Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia, o que a levou a retornar ao país em 1993. Sua primeira parceira foi Margareth e, depois, Ana Richa, que também vinha do vôlei de quadra. Nos dois anos seguintes, jogou ao lado de Magda. Em 1995, começou a dupla com Shelda, um encontro intermediado pela técnica Letícia, formando, assim, a dupla mais vitoriosa do vôlei de praia brasileiro. Nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, em 1999, a dupla conquistou a medalha de ouro. Chegou aos Jogos Olímpicos de Sidney como a dupla favorita da modalidade e, lá, conquistou a medalha de prata. Depois de mais um ciclo olímpico, chegaram aos Jogos de Atenas em 2004, já não mais como as favoritas, mas, uma vez mais, conquistaram a medalha de prata. No final de 2007, encerrou sua carreira de atleta. Adriana e Shelda formaram a dupla feminina que mais participou de eventos de praia desde a criação do Circuito Mundial de Vôlei de Praia e que mais conquistou o Circuito Mundial. Em 2008, fez pós-graduação em Gestão de Negócios e passou a trabalhar no COB, onde foi chefe de missão da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos da Juventude de Cingapura, em 2010. Atualmente, é gerente de Planejamento Esportivo do COB.

Representou o Brasil nos Jogos de:


2000 Sydney Vôlei de Praia
2004 Atenas Vôlei de Praia