Atletas Olímpicos Brasileiros

Foto de exibição
REINALDO CONRAD
Nasceu em São Paulo, em 31 de maio de 1942. Desde muito cedo, começou a frequentar o Yacht Club Santo Amaro. Ainda criança, ganhou de seus pais um barco da classe Pinguim, com o qual aprendeu a velejar e conquistou o primeiro título aos 12 anos. Depois, mudou para a classe Snipe e conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Chicago, em 1959. Aos 17 anos, ingressou no ITA e, mesmo diante da necessidade de internato nos primeiros meses de curso, foi aos Jogos Olímpicos de Roma, em 1960. Nessa edição olímpica, desenvolveu um sistema de correias que o projetaria para fora do barco, compensando seu pouco peso e estatura, dando balanceamento ao equipamento. Naquele momento, esse equipamento, hoje comum entre velejadores, foi considerado irregular e não pôde ser usado. Em 1963, foi medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos de São Paulo. Na edição seguinte, em Winnipeg, em 1967, foi medalhista de prata na classe Flying Dutchman, em parceria com Burkhard Cordes. Apesar das dificuldades e das adversidades que o retiraram dos Jogos de Tóquio, foi aos Jogos Olímpicos do México, em 1968 e, de lá, trouxe a primeira medalha olímpica do iatismo brasileiro, uma de bronze. Nos Jogos Olímpicos de Munique, em 1972, terminou a prova em 4º lugar na classificação geral. Em 1975, foi medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos do México. No ano seguinte, foi aos Jogos Olímpicos de Montreal, com Peter Ficker, com quem conquistou a medalha de bronze. Sua quinta participação olímpica, que ocorreu em Moscou, em 1980, teve Manfred Kaufmann como parceiro e terminaram a competição em 8º lugar. Afastou-se das competições para se dedicar à sua empresa, em 1985, retornando à vela, em 2008, para competir na classe Star.

Representou o Brasil nos Jogos de:


1960 Roma Vela
1968 Cidade do México Vela
1972 Munique Vela
1976 Montreal Vela
1980 Moscou Vela