Atletas Olímpicos Brasileiros

Foto de exibição
WALTER CARMONA
Nasceu em 21 de junho de 1957, na cidade de São Paulo, e guarda a lembrança de passar as férias na casa do tio, na Vila Maria, e ajudá-lo, nesse período, a vender peixe, de charrete. O judô entrou em sua vida aos seis anos, quando um vizinho começou a praticar o esporte e o convidou. Apesar da desistência do amigo, manteve a rotina de treinar três vezes por semana, até que, próximo dos 13 anos, começou a participar de pequenos campeonatos pelo interior. Seu maior adversário era o discurso de o judô japonês ser imbatível. Essa máxima foi desconstruída quando começaram as competições internacionais. Participou de seu primeiro campeonato internacional, na Espanha, em 1978. Decepcionado com a má atuação, chegou a pensar em outros rumos. Porém, em 1979, conquistou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de San Juan e no Campeonato Mundial de Paris. Em 1980, foi aos Jogos Olímpicos de Moscou. Nos Jogos Pan-Americanos de Caracas, em 1983, conquistou a medalha de bronze e, no ano seguinte, foi aos Jogos Olímpicos de Los Angeles, onde chegou à semifinal e conquistou a medalha de bronze. Em 1988, foi o porta-bandeira da delegação brasileira na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Seul. Desligou-se gradativamente das competições e dos treinos, processo que durou quase uma década. Aponta que uma das principais lições aprendidas com o esporte foi a necessidade de aprender com as derrotas, condição maior para a superação do mito inicial da invencibilidade dos mestres. Atualmente, é diretor da Camaro Indústria de Peças Usinadas.

Representou o Brasil nos Jogos de:


1980 Moscou Judô
1984 Los Angeles Judô
1988 Seul Judô